sábado, 21 de novembro de 2009

Fonte de inspiração!


Por Fabrícia Moura

Hoje estávamos indo para o um passeio, para passar um tempo em família como sempre. Meu pai terreno estava escutando Ludmila Feber, uma canção chamada Ainda é tempo, num momento de distração enquanto escutava a música e cantava também, o Senhor me disse algo muito interessante, Ele me disse que esse tempo que estou passando significa um tempo valoroso, pois é o momento em que mais me achego ao Pai, um momento em que estou conhecendo o Pai profundamente, e realmente o meu querido Pai tem razão. Na última quinta-feira fui a igreja e percebi que durante o louvor, eu realmente pensava em Deus, e não nas coisas que preciso, ou no que Ele tem me dado. São tempos que parecem que não tem fim, tempos de sequidão, tempos em que tenho aprendido a dar valor a cada centavo que recebo, e que o Senhor tem colocado em minhas mãos, tenho percebido o quanto preciso mudar, deixar os pecados, deixar minhas falhas, e correr o mais rápido em direção aos céus.

E a confirmação desses momentos com Deus, veio em forma de poema.

Hoje lembrei que quando tinha 15 anos eu escrevia poemas, a inspiração eram outras, como paixão, romance, garotos, e hoje a inspiração que tive foi outra.

Veio um ímpeto de estar frente a frente com Jesus, descansar nos braços Dele, contar todos os meus segredos e simplesmente descansar.

Foi uma inspiração de calma! Veio alguns versículos em minha mente, como os momentos em que Moisés entrava na tenda do Tabernáculo e tinha que sair com um pano em seu rosto, pois esse brilhava muito. Lembrei-me dos momentos em que Jesus pregava aos discípulos, dizendo: - Vem a mim todos que estais cansados e oprimidos, pois Eu os aliviarei.

É divino esses momentos que os apóstolos tiveram com o Salvador. E Ele se tornou minha inspiração hoje. E será por toda eternidade.

Em 2007 dediquei meu diploma de graduação ao Senhor, assim como a minha adoração, e hoje consigo reafirmar essa aliança com Jesus, percebendo a cada dia como Ele tem cuidado de mim.

Eu quero te encontrar
Fabricia Moura

Quero me saciar em teu rio
Descobrir a paz que preciso
Me entregar em teus braços
E descansar no teu amor

Quero voar o mais alto
Encontrar os teus átrios
Me prostrar aos teus pés
E receber minha salvação

Eu quero te encontrar
Olhar em teus olhos
Descobrir tua mansidão
E esquecer dos dias maus

Permita-me, te encontrar
Sacia esse desejo
Sossega a minha alma
Te entrego meu coração

Eu quero te encontrar Jesus
Necessito do teu falar
Anseio pelo teu olhar
Permita-me Senhor


"Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores." Rm 5.8


terça-feira, 10 de novembro de 2009

Lamentações...




Por Fabrícia Moura

Ontem pela manhã me atrevi a terminar de ler um livro, " A lei do Reconhecimento" de Mike Murdock, e li uma parte que mexeu muito comigo, foi essa:

(...) O que o faz lamentar indica o problema que Deus o habilitou a resolver. (...)

O que eu lamento: "Igrejas cheias e pessoas vazias! E me incluo nessa multidão!"

Será que as pessoas entendem o verdadeiro significado da partilha do pão durante a ceia?
Até quando a igreja vai ficar na porta do Tabernáculo? Sendo que o véu foi rasgado a 2000 anos atrás e todos tem acesso ao Santo dos Santos.

"A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontamidado do mundo." Tg. 1:27


segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Desânimo!



Por Fabrícia Moura

Oi, Pessoas que visitam meu blog, ultimamente nao tenho postado nada, porque abateu sobre mim um espírito de desânimo, e estou lutando incessantemente contra ele, pois sou mais que vencedora.

Estou parada com tudo: leitura bíblica, meus livros, e até meu desejo grandioso de divulgar a palavra de Deus, então deu para perceber quem está tentando me destruir, não é?


As vezes as lutas veem sobre nós, e a batalha fica dura, porque nos sentimos sozinhos e desamparados, paracendo até que Deus se calou.

Mas algo dentro de mim diz que Ele está trabalhando ao meu favor.

Só não posso ficar descansada sempre, porque o inimigo está ao derredor rugindo.

Fiquem todos com Deus, e que Jesus nos abençõe sempre!

Até mais....

"Pois estou bem certo que nem a morte, nem a vida, nem o presente ou por vir, nem altura ou profundidade, nem principados e potestades, nos separarão do amor de Deus, que está em Crito Jesus nosso Salvador!
Rm. 8